Conheça os principais tecidos de calcinhas e não fique mais perdida na hora de comprar!


Por: Blog da Lingerie
Divulgue esse post:

As mulheres às vezes podem ficar indecisas na hora das compras, principalmente de roupa. Ficam na dúvida se levam uma calça ou uma saia, a preta ou a vermelha, a blusa justa ou mais solta. E muitas mulheres acabam comprando quase que automaticamente as calcinhas, pois são peças fundamentais em qualquer guarda-roupa feminino.

A calcinha é uma peça importantíssima na hora de se vestir, pois apesar de ficar escondida, precisa ter o modelo certo para o seu corpo, a cor certa dependendo da sua roupa e pode influenciar até na sua saúde.

São várias opções de cores, modelos, tamanhos e tecidos na hora de comprar lingerie, então separamos dicas importantes sobre os tecidos de calcinhas mais comuns que encontramos na moda íntima.

Os tecidos sintéticos, como o elastano, apesar de se moldarem melhor ao corpo e serem confortáveis, podem quebrar a proteção natural da região íntima e, assim, causar infecções. Por isso escolha a calcinha de microfibra, que também não marca o corpo e possui propriedades que permitem a ventilação da área.

BRU1135_216-1

Calcinhas em Microfibra – Compre aqui

O que se deseja em uma calcinha é que seu tecido não impeça a transpiração, não cause irritações nem alergias. Portanto, que sejam de tecidos naturais, sem tingimento. O ideal é o uso de materiais naturais (algodão, modal e seda), pois qualquer tecido sintético que não favoreça a ventilação pode romper o equilíbrio da pele, causando dermatoses.

STI460_216-1

Calcinhas em Algodão – Compre aqui

 

LUT034073_216-1

Calcinhas em Renda – Compre aqui

Especialistas afirmam que muitas mulheres sofrem com infecções causadas por calcinhas com tecidos que não permitem a transpiração, mas sequer pensam nessa causa. Então, na hora de escolher os tecidos de calcinhas, verifique se o mesmo possui forro em fibra natural, por exemplo 100% algodão. Pense nesses pontos antes de comprar!

(Imagens: Intima Store)

Leia Também

Deixe o seu comentário

0 Comentários

Deixe o seu comentário!