Saiba negociar conflitos com seu parceiro!


Por: Redação
2 de janeiro de 2013
Divulgue esse post:

Olá leitores do Blog da Lingerie!

Siga nosso guia e acabe de vez com as picuinhas no relacionamento. Com técnicas simples, você resolve até problema com a sogra!

   A cena é comum: ele chega cansado em casa, tira a camisa e joga no sofá. Ela não acha justo catar roupa suja do marido depois de um dia inteiro de trabalho, e reclama. Ele retruca. Ela devolve. Começa a discussão. Esse filme repetitivo pode ter um outro final. O primeiro passo é reconhecer o problema: briga besta não compensa e sempre dá para negociar acordos com o parceiro. “Um tem que se colocar no lugar do outro e entender que a prioridade é o casal”, explica a psicóloga e terapeuta sexual Arlete Gavranic. Voltando ao primeiro exemplo – com calma, o marido poderia sugerir botar um cesto de roupas sujas no banheiro.

Como conversar sem brigar

1. Sentar para conversar
Parece óbvio, mas não é. De acordo com a psicóloga Arlete, a falta de comunicação desencadeia a maioria dos problemas entre os casais. “As mulheres esperam que os homens adivinhem o problema e os homens querem que as mulheres os entendam”, diz. Um bate-papo pode fazer milagres.

 

2. Cuidado com o tom de voz
Gritar só atrapalha. Para a terapeuta, “o tom da conversa tem que ser quase comercial”. A falta de tato nessas horas pode ser a causa das brigas cada vez mais frequentes. Em outras palavras: não são apenas seus argumentos que importam, mas como você diz isso para seu parceiro.

 

3. Alguém tem de ceder
Você não está discutindo com ele para mostrar que sempre tem razão, está? Ceder, às vezes, é importante. Isso porque “se o parceiro sentir que não existe troca e cumplicidade, ele também vai entrar na disputa”. Aí, a relação deixa de ser afetiva e passa a ser uma relação de poder. Escute e pondere, sempre.

Como lidar quando…

… parentes se metem na vida a dois

Pitacos da sogra podem dar dor de cabeça na vida do casal. Por isso, é importante saber o quanto cada um vai permitir de interferência e estabelecer limites. Seu marido pode até levar a você uma sugestão da mamãe dele, mas a sua opinião sobre o assunto importa mais que a dela. Afinal, o que vale são as regras do casal. Duas, pelo menos, bem simples para a paz familiar.

REGRA 1: Cada um pode falar mal da sua família, mas não da família do outro

REGRA 2: Segredos familiares não devem ser usados contra o outro

 

… o problema é dinheiro

Um casal deve ter metas financeiras e trabalhar junto por elas. Em fases de aperto no orçamento, procure soluções e não culpados. Afinal, quando a grana está curta, a tensão aumenta e o cuidado deve ser redobrado. Bilhetes e programinhas mais baratos são uma boa alternativa para acalmar os ânimos.

 

 … o assunto é sexo

Falar sobre o que você curte na cama num jantar a dois é uma saída. Mas isso não impede que o tema seja abordado de outras formas. Seu parceiro não sabe muito bem como satisfazê-la sexualmente? Mande torpedinhos sensuais para o celular dando dicas sobre o que você gostaria de fazer naquela noite ou proponha noites de sexo em que ele repete em você o que você fizer nele.

 

… vocês não concordam sobre a educação das crianças

Nesse assunto, sempre haverá opiniões diferentes. Normal. Cada um foi criado de um jeito. A escolha da escola, o tipo do castigo e a idade para começar a sair à noite são algumas das situações em que os pais mais se desentendem. O maior erro, nesses casos, é um dos pais passar por cima da autoridade do outro na frente das crianças. O filho passa a questionar os dois. Para o casal, isso vira pretexto para discutir outros problemas. É preciso que a dupla supere as divergências, entre num consenso e tome uma decisão. Sem a participação dos filhos.

 

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/

 

E então pessoal, gostaram? Deixem seus comentários!

 

Até a próxima!

Leia Também

Deixe o seu comentário

0 Comentários

Deixe o seu comentário!