Como é que se diz: Eu te amo? ♥


Por: Redação
12 de maio de 2014
Divulgue esse post:

Tem gente que diz a torto e a direito. Toda hora. Pra todo mundo. Não dá pra saber de onde vem, mas vem, fácil assim. E tem gente que não diz nunca. Passa a vida esperando a pessoa certa, na hora certa, do jeito certo – o tal do dia especial. Dá pra perceber que fica entalado na garganta, mas não sai. Difícil assim. Dois extremos de uma decisão: falar ou não falar?
Vale lembrar que falar é diferente de sentir. Há quem sinta e não fale, e há quem fale sem nem saber se sente. Ou seja, tem de tudo (e sem garantias). Portanto o melhor mesmo, tanto para quem fala quanto para quem ouve, é primeiro sentir. É saber que amor não é só uma palavra que verbaliza um sentimento. Sim, amar é um verbo de ação e pede atitude e principalmente coerência entre o que se diz e o que se faz.
Não existe tempo certo ou errado, nem um jeito melhor ou pior. Cada um tem o seu e só é possível reconhecer esse momento quando se está conectado com o lado de dentro. O que conta de verdade é a espontaneidade e a coragem de falar o que está sentindo. Sem essa de fazer joguinhos. Essa coisa de “quem fala primeiro fica mais vulnerável” é bobagem. Usar a exposição de um sentimento tão nobre para medir poder sobre o outro é inaceitável. No final das contas viver sob regrinhas desse tipo só vai gerar sofrimento.

Quem ama quer ser amado, mas nem sempre isso vai acontecer. E quem diz também quer ouvir, só que nem sempre é assim. Pessoas são diferentes e não temos controle sobre o outro. Sendo assim, quanto mais verdadeiro você for num relacionamento, menos arrependimento irá colecionar – e mais amadurecimento e mais consciência e mais segurança vai adquirir.
E se a sua dúvida é como dizer “eu te amo”, imagino que talvez ainda não seja a sua hora certa. Quando a gente sente e tem coragem de dizer o que sente, não fica em dúvida de como fazer isso. Simplesmente fala. Direto e reto! Porque falar é bom. Porque declarar amor faz muito bem. Lava a alma, ilumina o coração e dá aquela sensação de leveza. De vida vivida.
E se por acaso o outro não estiver pronto para retribuir, relaxe. Deixe fluir e não sinta que se precipitou. De que vale o amor se não for para ser mostrado? De que vale sua vida se for para viver feita ostra, fechada em si mesma e escondendo sua pérola? Abra-se e permita que a vida te transforme em uma jóia rara e exclusiva que veio para brilhar e não para esconder o que tem de melhor!

Aproveite esse Dia dos Namorados e declare seu amor!

Fonte: ParPerfeito

Leia Também

Deixe o seu comentário

0 Comentários

Deixe o seu comentário!